35º Festival AlmadaEspectáculos portugueses

BONECOS DE LUZ

A partir de Romeu Correia | Dramaturgia e encenação de Rodrigo Francisco

INTERPRETAÇÃO:
André Alves
André Pardal
Carlos Pereira
João Farraia
Manuel Mendonça
Pedro Walter
Rui Dionísio
Vanda Rodrigues
FIGURINOS:
Ana Paula Rocha
VÍDEO:
Cristina Antunes
VOZ E ELOCUÇÃO:
Luís Madureira
LUZ:
Guilherme Frazão
SOM:
Miguel Laureano
FOTOGRAFIA DE ROMEU CORREIA:
Fernando Lemos

 

DURAÇÃO:
1h00
CLASSIFICAÇÃO:
M/12

No ano passado a CTA associou-se às comemorações do centenário do nascimento do escritor almadense Romeu Correia com a estreia de uma adaptação de Bonecos de luz, uma obra recomendada pelo Plano Nacional de Leitura. Concebido para o público juvenil, mas com grande aceitação por parte de todas as gerações, o espectáculo conta-nos a história de Zé Pardal, um pícaro que é “filho das ervas” e que encontra no mundo do cinema uma forma de trazer uma dimensão poética à sua vida. A peça decorre no tempo das películas exibidas em cinemas ambulantes, por grupos de saltimbancos, e fala-nos do fascínio despertado em Zé Pardal (e em Romeu Correia) pelo Príncipe dos Vagabundos: Charlot. Juntando o teatro e a música ao vivo, Bonecos de luz aposta num elenco jovem e versátil para fazer uma declaração de amor aos filmes mudos — e para nos interrogar sobre quem serão os “Zés Pardais” de hoje em dia.

Rodrigo Francisco (n. 1981) fez a sua formação teatral com Joaquim Benite, de quem foi assistente de encenação entre 2006 e 2012, e que dirigiu dois textos seus: Quarto minguante (2007) e Tuning (2010). É director artístico do Festival de Almada e da Companhia de Teatro de Almada, onde tem encenado textos de David Mamet, Ödön von Horváth, Ernest Hemingway, Matéi Visniec, Gotthold E. Lessing, entre outros.


Bonecos de luz is a tribute to Romeu Correia, a playwright born in Almada in 1917. The play invites us to go back in time and follow the story of Zé Pardal, a poor orphan who gets to know Charlot through a pair of projectionists who arrived at his home village. Cinema becomes then an escape from the toughest realities of his life.


LISBOA

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE
Sala Experimental

QUI 05

SEX 06

SÁB 07

DOM 08

20h00

19h00

19h00

17h00

SEG 09

TER 10

QUA 11

19h00

20h00

21h30


COMPANHIA DE TEATRO  DE ALMADA (Almada / Portugal)


tags
mostrar mais
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker