recortes

Vai Morrer um Caixeiro Viajante

Morte de um Caixeiro Viajante é uma peça de Arthur Miller, é o novo espetáculo da Companhia de Teatro de Almada, com encenação de Carlos Pimenta.

José Carlos Barreto in TSF, 19 Abr 2018 

Tudo parece acontecer nos finais dos anos 40, nos Estados Unidos, mas se olharmos com atenção pode ser em qualquer parte do mundo e podemos reconhecer estas personagens de hoje mesmo. Um Homem acaba de perder o emprego e isso muda tudo, Carlos Pimenta sublinha mesmo este caráter contemporâneo de um texto escrito no ultimo anos da década de 40, do século passado. Em traços muito gerais, esta é a peça Morte de Um Caixeiro Viajante, mas quando começamos a entrar no texto percebemos que a dimensão é outra, um homem com sonhos desmedidos, mas que nada vinga, mas ao lado tudo parece sorrir, com a desgraça maior que é ser despedido. As histórias da vida familiar de Willy Loman, as muitas histórias que podem ser nossas, ou ali mesmo ao nosso lado, como a realidade é tantas vezes ficção

Morte de Um Caixeiro Viajante, está no teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada e fica às quartas e domingos às 6 da tarde e de quinta a sábado às 9 e meia da noite, ainda até 6 de maio

mostrar mais
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker