AcolhimentoTeatroTemporada 2018

UM MINI-MUSEU VIVO DE MEMÓRIAS DO PORTUGAL RECENTE

texto e direcção de Joana Craveiro

24 a 29 ABRIL, 2018 | SALA EXPERIMENTAL

Depois de Um museu vivo de memórias pequenas e esquecidas, apresentado no 32.º Festival de Almada e eleito pelo público Espectáculo de Honra 2016, Joana Craveiro regressa a Almada com um primeiro rebento desse espectáculo matricial, agora a pensar nos jovens e nas famílias. Em vez de sete palestras performativas, Um mini-museu vivo de memórias do Portugal recente consiste apenas numa, dividida em sete partes. O percurso trilhado é idêntico ao do espectáculo-mãe: privilegiando a memória dos anónimos sobre a dos protagonistas militares e políticos, escreve-se “uma outra história à margem da história mais dominante” – embora os seus principais capítulos continuem a ser a ditadura do Estado Novo, a Revolução de Abril de 1974, a Guerra Colonial e o Processo Revolucionário. No final, mantém-se a habitual conversa com o público, na qual todos são convidados a participar.

Joana Craveiro (n. 1974) tem o curso de Formação de Actores da Escola Superior de Teatro e Cinema, uma licenciatura em Antropologia pela Universidade Nova de Lisboa e um mestrado em Encenação pela Royal Scottish Academy of Music and Drama. É doutorada em Estudos Performativos pela Universidade de Roehampton, em Londres. Em 2001 fundou o colectivo Teatro do Vestido, distinguido em 2012 com uma menção honrosa atribuída pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.

Teatro do Vestido e Centro Cultural de Belém / Fábrica das Artes

Todos os dias às 16h (excepto Quarta 25, às 11h)
SALA EXPERIMENTAL | M/12| Duração: 1h30

COMPRAR BILHETE

Interpretação Joana Craveiro
Colaboração criativa Rosinda Costa e Tânia Guerreiro
Desenho de luz João Cachulo
Produção Cláudia Teixeira


mostrar mais

artigos relacionados

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker