Verdi que te quero Verdi

Verdi que te quero Verdi

As óperas de Verdi só não são divertidas se não forem feitas como em Verdi que te quero Verdi. A partir de obras como La traviata, Aïda ou Il trovatore, Teresa Gafeira revisita o repertório do celebérrimo compositor italiano, fazendo com que os mais novos saiam da sala, no final do espectáculo, a trautear as árias do autor do Rigoletto. Abrimos com uma Traviata que mistura fantoches com actores, para contar a história de amor entre Alfredo e Violeta. Mas depressa passamos ao Baile Egípcio da Aïda, durante o qual o mais difícil é não nos escangalharmos a rir. Como se não bastasse, eis que se nos abrem as portas do restaurante italiano Il trovatore, onde dois cozinheiros (um muito trombudo; o outro sempre arreganhado) se entretêm a preparar alguns dos mais famosos pratos daquela região, com ingredientes que deixam um tanto a desejar… Não querendo revelar já o final, digamos apenas que a seguir à pizza, ao carpaccio e à sobremesa, a cozinha deste restaurante mais parece ter sido visitada por uma manada de elefantes do que pelos dois pares de prendadas mãos dos nossos chefs transalpinos!

A partir de Giuseppe Verdi
Encenação de Teresa Gafeira

Intérpretes: João Maionde, João Farraia, Pedro Walter e Vera Santana
Cenografia: Steven Evan
Figurinos: Teresa Capitão
Marionetas: Teresa Varela
Operação de luz e som: Paulo Horta

Produção: Companhia de Teatro de Almada

17 e 18 NOVEMBRO, 2018
Sábado às 16h | Domingo às 11h e às 16h
SALA EXPERIMENTAL | M/3 | DURAÇÃO: 50 MIN.

veja também

OS GATOS

Os gatos

10 e 11 NOVEMBRO, 2018 | SALA EXPERIMENTAL