D. Raposa e outros animais

D. Raposa e outros animais

Estão verdes: nem os cães as podem tragar!”: quantas vezes não aplicámos já a célebre expressão cunhada por La Fontaine, tal como muitas outras, que o autor francês imortalizou nas suas Fábulas? Servindo-se das parábolas imaginadas por Esopo, La Fontaine recorreu ao reino dos animais para falar dos vícios (mais abundantes) e das virtudes (mais escassas) dos cortesãos que Luís XIV mantinha no seu palácio de Versalhes, no final do século XVII. É que a ambição desmedida, a vaidade e a indolência são fragilidades bem humanas e não remetem só para “o tempo em que os animais falavam”. A raposa, o corvo, a rã, e a demais bicharada que Teresa Gafeira convoca para D. Raposa e outros animais falam-nos das nossas vidas e do nosso Mundo – e de como muitas vezes rirmo-nos de nós próprios é a melhor solução para reconhecermos os nossos defeitos. Quem é que nunca se sentiu formiga – mas com uma pontinha de admiração pela cigarra?

A partir das fábulas de La Fontaine
Encenação de Teresa Gafeira

Intérpretes: João Farraia, Pedro Walter e Vera Santana
Cenografia: Ana Paula Rocha
Máscaras e adereços: Carlos Cristo
Operação de luz e som: Paulo Horta

Produção: Companhia de Teatro de Almada

29 e 30 SETEMBRO, 2018
Sábado às 16h | Domingo às 11h e às 16h
SALA EXPERIMENTAL | M/3 | DURAÇÃO: 50 MIN.

veja também

Verdi que te quero Verdi

Verdi que te quero Verdi

17 e 18 NOVEMBRO, 2018 | SALA EXPERIMENTAL