A boa alma de Sé-Chuão,

Brecht em palco

Depois de A excepção e a regra, Mãe Coragem e seus filhos, A mãe e Santa Joana dos Matadouros, a Companhia de Teatro de Almada apresenta A boa alma de Sé-Chuão.

O encenador de Berlim, Peter Kleinert, encena A boa alma de Sé-Chuão com um grupo de sete jovens actores portugueses, que interpretam mais de vinte papéis. Cheio de ritmo e de contrastes, cria-se um jogo cómico dentro de outro jogo, com muito música sob a direcção de Pedro Melo Alves, que adaptou a música de Paul Dessau, escrita há cerca de 80 anos, criando novos arranjos. Assistimos a um concerto rock de significado profundo, e uma tragédia amorosa com travo amargo.
Em busca e uma consciência política actual, Kleinert e o seu jovem ensemble questionam a parábola moderna de Brecht, num mundo que necessita de almas boas, mais do que nunca.

O espectáculo estreará dia 19 de Outubro e estará em cena até dia 11 de Novembro, na Sala Principal do Teatro Municipal Joaquim Benite.

Fotografias de ensaio: Rui Carlos Mateus

veja também

CTA reúne-se com professores

Na passada terça-feira, dia 25 de Setembro, num registo informal de convívio e de partilha, a Companhia de Teatro de Almada organizou mais um encontro com professores no TMJB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *