35º Festival AlmadaEspectáculos estrangeiros

LA SONNAMBULA
A sonâmbula

A partir da ópera em dois actos de Vincenzo Bellini e Felice Romani | Encenação de David Marton

INTERPRETAÇÃO:
Hassan Akkouch
Paul Brody
Daniel Dorsch
Jelena Kuljić
Michael Wilhelmi
Yuka Yanagihara
MÚSICA:
Criação colectiva
CENOGRAFIA:
Christian Friedländer
FIGURINOS:
Pola Kardum
LUZ:
Arndt Rössler
DRAMATURGIA:
Barbara Engelhardt
Katinka Deecke

 

LÍNGUA:
Alemão
legendado em português
DURAÇÃO:
1h45
CLASSIFICAÇÃO:
M/12
comprar bilhete

Oencenador húngaro David Marton foi beber a uma célebre ópera de Vincenzo Bellini (1801-1835) para criar a sua versão d’A sonâmbula. Na construção do enredo, o compositor italiano inspirara-se, por sua vez, num vaudeville de Scribe: numa aldeia suíça, o inconveniente sonambulismo de uma jovem provoca uma série de mal-entendidos amorosos entre o seu noivo, uma estalajadeira ciumenta e um conde por ali de passagem. Marton conseguiu reunir um notável conjunto de intérpretes que são alternadamente actores, cantores e músicos, criando um espectáculo de teatro musical no qual o virtuosismo rivaliza com a ironia. A sonâmbula consiste na desconstrução da ópera de Bellini, que viu relevada a teatralidade da própria música, criando um universo onírico no qual nenhuma das quatro personagens encontra sossego. A revista Culturieuse chamou-lhe “uma obra-prima dadaísta”.

Pianista de formação, David Marton (n. 1975) tem o ouvido e a malícia de Christoph Marthaler (de quem já foi intérprete) e os dotes dramatúrgicos de Frank Castorf, para quem compôs várias músicas para cena. Na relação que estabelece entre o mundo do teatro e o da música, foge invariavelmente à ilustração, preferindo investigar de que forma estas duas artes podem dialogar, confrontar-se e completar-se. As suas encenações de teatro e de ópera têm sido acolhidas com entusiasmo nas principais salas da cena europeia.


La sonnambula consists in an ironic and virtuous deconstruction of the famous opera by Vincenzo Bellini and Felice Romani, which in turn is based on a vaudeville by Eugène Scribe: in a Swiss village, a girl who sleepwalks is responsible for several misunderstandings between her fiancé, a jealous innkeeper and a count.


ALMADA

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE
Sala Principal

TER 17

QUA 18

21h30

19h00


MÜNCHNER KAMMERSPIELE (Munique / Alemanha)


tags
mostrar mais
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker