Actos Complementares

CTA: 40 ANOS EM ALMADA
Parte III: A Festa

EXPOSIÇÃO DOCUMENTAL
Concepção de José Manuel Castanheira

Ao longo do tempo uma espécie de poeira invade a memória e infiltra-se por todo o lado, pelas fissuras e pelas janelas da mente. Chamam-lhe esquecimento.
Relembrar histórias, lugares, pessoas, pode por instantes anular e enfrentar essa força do tempo apagador.
Esta revisitação dos 40 anos da Companhia de Teatro de Almada é feita em quatro andamentos. O primeiro, SONHAR, opera uma metamorfose do átrio do Teatro Azul alterando temporariamente a arquitectura, instalando uma espécie de deambulatório uterino, com reminiscências de Richard Serra, a partir do traço gestual de Pedro Calapez no pano de boca do teatro. Tudo para um exercício de voyeurismo em micro teatros sobre esses primeiros espectáculos.
PLANTAR é o título do segundo andamento, uma gigante biblioteca, um arquivo vivo de todos os que fizeram a história da companhia, autores, actores, criativos e técnicos, atmosfera que fui beber a Jorge Luís Borges e também ao imaginário “arquivista” de Schuiten/Peters.
O terceiro andamento, que agora vos proponho e que designo por A FESTA, evoca a história do Festival Internacional de Teatro, inventando um lugar para um acidental banquete com trinta e cinco convidados (tantos quantos os anos do festival). Salão para a festa todos os anos renovada e partilhada por milhares de pessoas, público, criadores e técnicos, salão inesperadamente vazio mas que podemos percorrer por uma vereda (ou carreiro), e perscrutar a vontade e a tenacidade de quem não desiste de lutar contra o vento. Lugar de um inesperado vazio, ainda à espera dos convidados ou subitamente abandonado. Uma coisa ou outra. Não sabemos qual! Lugar onde alguns tentam reconstruir histórias e outros, inquietos, abalam em busca das coisas perdidas; outros ainda, mais determinados, que recusam essa força obscura do tempo apagador.
E por fim, em Outubro, virá o quarto andamento e último desta tetralogia, a VIAGEM, para contar a história do novo Teatro Azul, e o tempo mais recente, onde a Companhia de Teatro de Almada prossegue um longo caminho consolidado.

José Manuel Castanheira
ALMADA

ESCOLA D. ANTÓNIO DA COSTA
Sala Polivalente

De 04 a 18 JUL

das 15:00 às 24:00


mostrar mais
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker